25 de Janeiro de 2010 19:34:25
%{artist} - %{title} , (%{year}) (%{time})
    PodCast Ariquemes 190 -- Play para ouvir
Carregando %{time1} de %{time2} (%{percent}%)
  ---  
0:00

This is a normal list of HTML links to MP3 files, which jsAMP picks up and turns into a playlist.

Unicesumar
Novo Mundo
Sobreira
SÃO LUIZ CALÇADOS
Farmácia Paraná
Gazin

Início » Notícias » Ariquemes » Exibindo Notícia

MOTOMIL

Data: 12/02/2018 Compartilhe esta notícia

Caso TAINA: Quem estaria ligando para Polícia e tentando dispersar as investigações? – Ligação leva Polícia a machado que foi apresentado na UNISP 

 

Desde o dia que Taina Carina de Lima Mendonça, de 21 anos, sumiu (27 de outubro de 2017), no Município de Monte Negro (RO), a Polícia tem recebido várias informações, algumas anônimas, outras não, todas foram checadas e nenhuma levou a lugar algum, e nem acrescentou em nada as investigações. Mas algo está estranho em relação à última informação repassada para Polícia no caso do machado localizado, ou essa pessoa está brincando com a Polícia ou querendo tumultuar as investigações, isso se nada for constatado nos exames periciais. O tal informante que ligou para Polícia duas vezes de forma anônima, queria insistentemente que a PM chegasse ao tal machado. A primeira ligação, como transcreve o Boletim de Ocorrência, aconteceu a duas semanas atrás para Central de Operações da PM de Monte Negro, quando recebeu o relato de que em um terreno baldio localizado na Av. Carlos Chagas, próximo ao Posto de Saúde, havia sido deixado um machado, o qual segundo o informante, teria sido usado no assassinato da jovem Taina. Para piorar a situação, o informante anônimo relatou que esse machado teria sido utilizado para cortar a jovem em pedaços. Os Policiais chegaram a fazer buscas nesse terreno, contudo nada foi encontrado semelhante ao objeto narrado na denúncia, mas no local haviam marcas de pisadas. Na segunda ligação que ocorreu neste domingo, 11/02, um novo relato anônimo informou que teria avistado uma pessoa saindo do tal terreno baldio segurando um objeto em um saco plástico. Quando este homem viu que estava sendo observado, se desfez do saco, jogando-o embaixo de um ônibus que estaria estacionado nas proximidades. Na sequência este elemento montou na garupa de uma motocicleta de cor escura, a qual estava sendo pilotada por outro indivíduo e se evadiu do local tomando rumo ignorado. Os Policiais foram até o local indicado e acabaram encontrando o saco plástico contendo um machado sem cabo em seu interior. Mediante os fatos os Policias de imediato se deslocaram a Ariquemes, onde o objeto foi apresentado na UNISP sob o registro da Ocorrência 27.025/2018 na Delegacia Geral de Polícia Civil.  A Polícia mantém muita cautela em relação às informações e o objeto encontrado, pois não está descartada a possibilidade de que alguém esteja tentando desvirtuar o foco das investigações. Mas é bom informar que se alguém estiver brincando com a Polícia poderá responder criminalmente por Falsa Comunicação, caso os investigadores identifiquem o responsável pelas ligações, por mais que ele não tenha envolvimento com caso.

 

Confira a matéria da localização do macahdo. 

MONTE NEGRO: PM localiza machado supostamente usado na possível execução da grávida Taina

  

As investigações sobre o desaparecimento da jovem Taina Carina de Lima, a qual estava grávida de oito meses, ganham mais uma linha de investigação que pode ter sentido, ou pode ser mais uma informação sem procedência, porém deve ter uma atenção especial por parte da equipe de investigação responsável pelo caso, devido os relatos e também  pelo que foi encontrado após denúncia anônima. Informações levantadas pela equipe de reportagens do Site Ariquemes190 e Canal 35, dão conta que há cerca de duas semanas atrás a Central de Operações da PM de Monte Negro recebeu a informação de que em um terreno baldio localizado na Av. Carlos Chagas, próximo ao Posto de Saúde, havia sido deixado um machado, o qual segundo o informante, teria sido usado no assassinato da jovem Taina. Para piorar a situação, o informante anônimo relatou que esse machado teria sido utilizado para cortar a jovem em pedaços. Os Policiais chegaram a fazer buscas nesse terreno, contudo nada foi encontrado semelhante ao objeto narrado na denúncia, mas no local haviam marcas de pisadas. Na manhã deste domingo, 11/02, uma nova ligação anônima informou que teria avistado uma pessoa saindo do tal terreno baldio segurando um objeto em um saco plástico. Quando este homem viu que estava sendo observado, se desfez do saco, jogando-o embaixo de um ônibus que estaria estacionado nas proximidades. Na sequência este elemento montou na garupa de uma motocicleta de cor escura, a qual estava sendo pilotada por outro indivíduo e se evadiu do local tomando rumo ignorado. Os Policiais foram até o local indicado e acabaram encontrando o saco plástico contendo um machado sem cabo em seu interior. Mediante os fatos os Policias de imediato se deslocaram a Ariquemes, onde o objeto foi apresentado na UNISP sob o registro da Ocorrência 27.025/2018 na Delegacia Geral de Polícia Civil. A Polícia mantém muita cautela em relação às informações e o objeto encontrado, pois não está descartada a possibilidade de que alguém esteja tentando desvirtuar o foco das investigações. Mais informações sobre este caso acompanhe no programa Bronca da Pesada desta segunda-feira, 12/01, que vai ao ar a partir das 11 horas, com reprise às 20 horas pela TV do Povo – Canal 35 e 35.1 Digital. 

 

 

 RELEMBRE O CASO: 

ARIQUEMES: Caso Tainá – Cunhado é inocente e já está em liberdade – Mãe agiu no desespero à procura da filha - Vídeo

Thiago, cunhado da jovem Tainá Carina de Lima Mendonça, foi solto na última terça-feira, (23/01), informação confirmada pelo Delegado de Polícia Dr. Vinícius Lucena, que investiga o desparecimento da grávida. Thiago foi preso pela suspeita de ter utilizado um aplicativo com o número da jovem no celular dele. Diante dos fatos o Delegado pediu a prisão do rapaz, o que foi concedido pela Justiça. Mas a mãe de Tainá, e a irmã, que é casada com Thiago, compareceram na Delegacia afirmando que foram elas quem usaram os documentos da jovem desaparecida e realizaram a habilitação de um chip no número da Tainá, mesmo após o desaparecimento dela e utilizaram o aparelho de Thiago, sem que ele soubesse. Após a prisão de Thiago, a mãe de Tainá esteve na Delegacia de Polícia acompanhada de sua outra filha, e era visível o abatimento da senhora que chorava muito devido o sumiço de sua Tainá, e da prisão do rapaz, pelo fato de ela ter tentado algo para obter respostas do sumiço de sua filha e ter prejudicado o seu genro. Agora a família contratou um Advogado para que seja orientada em todas as ações em busca de Tainá. 

Confira a materia da prisão de Thiago.

 

ARIQUEMES: Polícia Civil prende cunhado de Tainá que se torna suspeito da investigação – Delegado afirma que o parente usava o aplicativo WhatsApp da jovem em seu próprio celular

         Na manhã desta quinta-feira, 18/01, Dr. Vinícius Lucena, Delegado de Polícia responsável pela investigação do caso Taina, concedeu entrevista à imprensa onde levou à sociedade a informação de que a Polícia Civil teria prendido temporariamente o cunhado da vítima. Taina Carina de Lima Mendonça, de 21 anos, estava grávida de oito meses, quando teria saído de sua residência por volta das 7h40m de sexta-feira, 27/10/2017, para cobrar pensão do ex-marido e desde então não mais foi vista. No dia 20/12/2017, a mãe de Tainá, a Sra. Maria das Graçasconcedeu entrevista ao programa Bronca da Pesada, que vai ao ar de segunda à sexta-feira pelo Canal 35, onde relatou que a família da jovem observou que a conta logada no aplicativo de rede social para celular WhatsApp, que era de Tainá, esteve ativa (on line) após o desaparecimento da jovem por três vezes, e que inclusive uma amiga de Tainá teria recebido uma mensagem enviada através do WhatsApp informando que ela teria ido para Vilhena, sendo que o último dia em que a conta esteve ativa foi em 06/11/2017 e depois dessa data não mais esteve ativa, informação esta que foram confirmadas pela Sra. Maria das Graças à Polícia em seu depoimento. Essa informação chamou a atenção dos investigadores, que entraram em contato com a operadora de telefonia, a qual confirmou tais afirmações da mãe, inclusive enviando à Polícia relatórios do uso do aplicativo, constatando que o WhatsApp de Tainá realmente estaria ativo (em uso) após o seu desaparecimento. Contudo, outro fato que chamou a atenção da Polícia foi que, o aparelho que estaria usando a conta de rede social de Tainá seria de propriedade do cunhado dela, Sr. Tiago, que foi intimado a prestar esclarecimentos e, no momento em que compareceu para ser ouvido, foi preso temporariamente até que se apurem os fatos, tendo em vista que, após a confirmação da nova informação, Tiago passa a ser considerado pela investigação um suspeito. Dr. Vinícius disse que esta nova informação surpreendeu a família da jovem pelo fato de que o cunhado sempre esteve próximo dos familiares, acompanhando as investigações, inclusive sabia que a mãe tentava contato com a filha através do aplicativo de celular, contudo em nenhum momento relatou que estaria usando a conta da jovem em seu próprio aparelho. O Advogado de Tiago afirmou que seu cliente não tem envolvimento no desaparecimento de Tainá, inclusive que não tinha conhecimento que o chip de telefone celular de Tainá estaria sendo utilizado em seu aparelho para que pudesse logar o mesmo na conta de aplicativo de rede social da jovem e que provará a inocência de Tiago. Dr. Vinícius finalizou reafirmando que as novas informações trazem possibilidades de concluir o deslinde do caso, e que, em que pese já ter decorrido mais de dois meses do desaparecimento da garota e que a principal linha de investigação seja a de Homicídio, ainda há esperanças de encontrar a jovem com vida.

 

RELEMBRE O CASO:

 

MONTE NEGRO: Gestante desaparece após sair para cobrar pensão de ex-marido

 

         Compareceu no quartel da Polícia Militar de Monte Negro, uma mãe informando que sua filha Taina Carina de Lima Mendonça, de 21 anos, grávida de oito meses, teria saído de sua residência por volta das 7h40m desta sexta-feira para cobrar pensão do ex-marido. Taina relatou para a mãe, que o ex-marido que trabalha em uma fazenda, ia para Monte Negro toda sexta-feira, pois fazia aula para tirar a habilitação. Por volta das 11h30m, o ex-marido foi até a casa da mãe de Taina, onde levou a quantia de R$ 150,00 que seria para pagar a pensão da filha, e pediu para levar a garotinha para passar o fim de semana. A avó da menina relatou que não entregaria a garota sem antes falar com Taina. Por volta das 17h30m a moto de Tainá foi encontrada na BR-421, Km-51 na entrada da Linha C-20 que dá acesso a Cacaulândia. A moto que estava próximo ao matagal foi recolhida pela mãe. A mãe também informou que Tainá estava sendo ameaçada de morte pelo ex-marido, pois ela queria que ele assumisse o filho que estava marcado para nascer no dia 14/11. Tainá teria chegado a instalar um aplicativo em seu celular para gravar as ameaças de voz e de texto. Quem tiver informações sobre o paradeiro da gestante, pode ligar imediatamente para a Polícia Militar pelo número 190 ou Polícia Civil 197.

 

 

 

Caso Taina: Mãe afirma confiar na Polícia e ter esperanças de encontrar sua filha viva com a criança

 

Maria das Graças, mãe da jovem Taina que estava grávida de 8 meses, desaparecida desde dia 27 de outubro 2017 em Monte Negro, concedeu entrevista ao programa Bronca da Pesada desta terça-feira, 20/12 (Canal 35). Maria afirmou confiar na Polícia Civil, mas afirma que nenhuma informação nova foi repassada para a família. 

Entrevista onde mãe da jovem afirma que o WhatsApp dela estaria sendo utilizado após seu desaparecimento 

 

 

FONTE: ARIQUEMES190.COM.BR

Curtam nossa página no facebook: CANAL35/ARIQUEMES190

Data: 12/02/2018 Compartilhe esta notícia
FAEL
Axis
Novalar
Tigrão Veículos
Lojas Milla
Açaí Gold e Peixe e Cia
Rondon Cap

www.ariquemes190.com.br
Copyright © 2008 - 2018 Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Softwei, Buscazip, Guiaking Empresas