25 de Janeiro de 2010 19:34:25
%{artist} - %{title} , (%{year}) (%{time})
    PodCast Ariquemes 190 -- Play para ouvir
Carregando %{time1} de %{time2} (%{percent}%)
  ---  
0:00

This is a normal list of HTML links to MP3 files, which jsAMP picks up and turns into a playlist.

Romera
SÃO LUIZ CALÇADOS
Sobreira

Início » Notícias » Ariquemes » Exibindo Notícia

Fest Beer

Data: 16/05/2017 Compartilhe esta notícia

Deputados se reúnem com camelôs de Ariquemes, que tiveram mercadorias apreendidas pela Receita Federal

Pequenos comerciantes que atuam nas imediações do terminal rodoviário de passageiros de Ariquemes, que tiveram mercadorias apreendidas pela Receita Federal durante a Operação Jamari, realizada no início deste mês, foram recebidos pelo presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB), e pelo deputado estadual Geraldo da Rondônia (PSC).

O encontro, na manhã desta terça-feira (16), serviu para os comerciantes relatarem as dificuldades que estão enfrentando, com a perda da mercadoria apreendida, além do temor de serem processados por crime de descaminho, que rende uma punição de um a quatro anos de reclusão.

"São pessoas simples, que atuam no chamado camelódromo municipal, mas que possuem uma associação, têm alvará da prefeitura e mercadorias com nota fiscal. Mas, que foram surpreendidos com a ação, de forma arbitrária, a meu ver, sem dar a eles sequer o direito de apresentarem os documentos. Foi tudo sendo jogado em sacos e apreendido", disse Geraldo, que provocou o encontro com o presidente da Assembleia, e tem se posicionado em defesa dos camelôs.

"Como a mercadoria foi apreendida, o passo agora é constituir um advogado e buscar reaver o material, desde que vocês tenham nota fiscal que comprovem a origem. O que estiver ao nosso alcance, contem com o nosso apoio. Vocês estão trabalhando dignamente e merecem ser tratados com respeito, mas sempre alertando que é preciso se atentar para as leis vigentes no País", explicou Maurão.

 

Relatos dos comerciantes

Raimundo Dias da Costa conta que comercializa há 21 anos e que esta foi a primeira vez que teve mercadoria apreendida pela Receita Federal. "Estava trabalhando normalmente, defendendo o pão. Não cometemos crimes, estávamos trabalhando e eles chegaram e nem perguntaram nada, foram jogando tudo dentro do saco e nem nos deixaram apresentar documentos ou argumentar. Como trabalhador, me senti humilhado", disse.

Celina Silva Rocha é presidente da Associação dos Vendedores Ambulantes de Ariquemes (Avaaron). Ela informou que, no local das apreensões, 42 comerciantes cadastrados na prefeitura atuam há anos. "Estamos todos assustados, com medo de novas operações e também com a ameaça de processos. Somos pessoas simples, que trabalhamos nas ruas para sobreviver e não temos como nos defender. Somos trabalhadores que de uma hora para outra, viramos bandidos", relatou.

 

ALE/RO - DECOM – Eranildo Costa Luna

Foto: Gilmar de Jesus

Data: 16/05/2017 Compartilhe esta notícia
Rondon Cap
Novalar
Tigrão Veículos
Farmácia Paraná

www.ariquemes190.com.br
Copyright © 2008 - 2017 Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Softwei, Buscazip, Guiaking Empresas